segunda-feira, 5 de junho de 2017

Como era um navio pirata de verdade



Aproveitando a estreia do filme Piratas do Caribe - A vingança de Salazar, resolvi fazer uma postagem explicando como era por dentro de um navio pirata de verdade, aqueles encontrados entre os séculos 16 e 18.

1 - Quarteleiro 

Um tipo de vice-capitão, que distribuía comida e tesouros. Se o capitão morresse, ele assumia o controle do navio. 

2- Contramestre 

Trabalhava como uma espécie de gerente e cuidava do dia a dia do navio, mantendo disciplina a bordo. 

3- Prancha 

Dizem que prisioneiros caíam no mar caminhando nela. Mas a prancha servia para jogar corpos na água. 

4- Enfermaria 

Recebia os feridos em combate. Havia médico, mas muita gente morria. 

5 - Músicos 

Eram contratados para espantar o tédio a bordo e alegrar a vida da tripulação. Assim, também havia menos briga. 

6 - Deque 

Abaixo do convés, era ocupado pela equipe encarregada dos tiros de canhões, disparados apenas durante ataques. 

7 - Depósito

Onde ficava a comida e os tesouros roubados. O local não podia ter umidade para os alimentos não estragarem. 

8 - Alojamento 

Onde todos, menos o capitão, dormiam. Como não havia redes suficientes, havia um revezamento para a soneca. 

9 - Artilheiro

Dava ordens aos homens ao redor dos canhões, fazendo a mira durante as batalhas que aconteciam. 

10 - Cabine do capitão 

Era o único quarto individual do navio. Ali, dormia e guardava objetos importantes, como mapas e os tesouros mais valiosos encontrados. 

11 - Cozinha

De onde saía uma refeição por dia por marujo, com pão, carne-seca e biscoitos. Água também era pouca e controlada. 

12 - Capitão 

Todo-poderoso do navio, às vezes era eleito de forma democrática, mas podia perder o posto se a tripulação se revoltasse. 

13 - Carpinteiro 

Não podia faltar para fazer reparos na madeira do barco. 

14- Marujos 

Havia, em média, 150 por navio. Eles largavam a vida em terra firme para tentar enriquecer no Caribe, com os tesouros roubados. 

15 - Bandeira

Símbolo do navio, era içada quando os piratas viam um alvo para atacar. Elas tinham desenhos variados, como o da caveira. 



Em batalhas, não era difícil um pirata perder um membro e ganhar uma perna de pau. Mas gancho, olho de vidro, tapa-olho e papagaio talvez não existissem. Tatuagens e brincos também eram comuns. 

Fonte: Revista Recreio - Site oficial 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça