quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

"Um Maluco no Pedaço" nos ensinou muitas coisas



A Netflix realmente está se esforçando bastante para nos deixar presos em casa neste verão e, dessa vez, adicionou ao seu catálogo, nada mais, nada menos do que a série "Um Maluco no Pedaço" estrelado por um jovem Will Smith.

Embora vinte anos tenha se passado desde o final da série, as lições de vida que ele nos trouxe permanecem tão relevantes como sempre.

"Um Maluco no Pedaço" era mais do que uma comédia, aliás muito mais do que apenas uma comédia negra, pois trazia reflexões profundas sobre amor, aceitação, sexo e relações raciais.

Listamos algumas das maiores lições que a série nos transmitiu e que vale ser lembrada, logo que, sabemos que você passará um bom tempo ligado na sua Netflix nessas férias.

Relações Raciais



Uma das primeiras vezes que você vê o Will em seu novo lar em Bel Air, ele está dançando na frente de um cartaz de Malcom X e só começa a prestar atenção em seus tios, quando descobre que ambos participaram de um protesto de direitos civis em 1965.

A série era um guia sobre tudo, desde a descriminação racial e a brutalidade da polícia, até namoros inter raciais e políticas de contratação racialmente tendenciosa, que para muitos espectadores negros, aquela seria a primeira vez que veriam esses problemas relatados na tela e para muitos outros foi a primeira vez que viu uma família negra na televisão.

Como dito, vinte anos já se passaram, mas falar sobre questões raciais de uma forma tão acessível, poucas séries conseguiram.

Sexo



Todos os membros da família lutaram com problemas sexuais e de relacionamento ao longo da série. Carlton e Will sempre tentavam se relacionar com as atrizes mais bonitas que apareciam no episódio. Mesmo o Tio Phil teve sua vida sexual explorada junto com a Tia Vivian na segunda temporada, onde o mesmo fez o discurso mais romântico que um marido pode dar a sua esposa.

Na terceira temporada, Carlton em lágrimas confessa ao Will que ainda era virgem, onde somente seu primo pôde acalma-lo. Carlton, por sua vez, perderia a virgindade com uma mulher casada tempos depois.

As meninas da família Banks também passaram por algumas situações, destaque para Ashley que em um determinado episódio teve "a conversa" tanto com o Will, quanto com seu pai. A conclusão que ela chegou é que todos os homens não prestam. Justo 😂

Paternidade



O episódio mais marcante acontece na quarta temporada. Aquele no qual o pai do Will finalmente volta. Quem assistiu sabe realmente o que acontece.

Foi doloroso ver que seu pai lhe recusa até nos momentos finais e ver o Will chorando aos braços de seu tio fez todo mundo "chorar" junto.

Enquanto Lou nos mostra o que um mau pai pode ser, tio Phil demonstrou um tipo de amor de mente aberta.

Amizade 



O aperto de mão que Will dava em Jazz era folclórico, mas boas amizades vinham também da família Banks. Mesmo o mordomo foi capaz de demonstrar momentos de muito carinho e sinceridade. 

Classe 



Foi a primeira série que explorou de forma diferente os privilégios presumíveis de ser um negro rico. 

Nos primeiros episódios, Will diz que Phil, Carlton e Hilary se esqueceram da onde "vieram" por causa de todo o dinheiro que possuem, até que finalmente ele percebe que está errado. 

Em outo momento, Carlton bate de frente com um "irmão" da fraternidade por chamá-lo de traidor: "Ser negro não é o que eu estou tentando ser...É o que eu sou!" 



"Um Maluco no Pedaço" era um guia para a vida de uma geração de jovens, dando-lhes tudo o que eles precisavam para encará-la: amor, momentos de felicidade e grandes tristezas. Por isso fica aqui nossa homenagem. 


Fonte



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça