segunda-feira, 4 de julho de 2016

O Museu do videogame está vindo para São Paulo



Criado há cinco anos pelo jornalista e curador, Cleidson Lima, o Museu do Videogame Itinerante, é uma exposição que viaja de cidade em cidade com mais de 250 consoles das mais variadas épocas, ideal para reviver e sentir a nostalgia de décadas passadas ou até mesmo para apresentar as relíquias às novas gerações. 

Com mais de 200 consoles e mais de 6 mil jogos, o Museu do Videogame Itinerante faz parte do banco de dados do Ibram e está rodando o Brasil com exposições que permitem aos visitantes não só conhecer, mas também jogar games clássicos dos últimos 42 anos​.

Os visitantes encontrarão mais de 200 consoles de todas as gerações nos últimos 42 anos. Entre as relíquias estão o primeiro console fabricado no mundo, o Magnavox Odyssey, de 1972; o Atari Pong (primeiro console doméstico da Atari), de 1976; Fairchild Channel F, de 1976 (primeiro console a usar cartuchos de jogos); o Telejogo Philco Ford, de 1977 (o primeiro videogame fabricado no Brasil); o Nintendo Virtual Boy, de 1995 (primeiro a rodar jogos 3D); o Vectrex, de 1982 (console com jogos vetoriais que já vinha com monitor); o Microvision (primeiro portátil a usar cartucho), de 1979 e o R.O.B (robozinho lançado juntamente com o Nintendo 8 bits, em 1985).

E as raridades não param por aí. Há itens realmente desconhecidos até mesmo para alguns colecionadores, como o Coleco Telstar Arcade, de 1977. Lançado na era pong, o console era triangular e cada um dos seus lados tinha um controle diferente. Seguindo a mesma linha, o Museu do Videogame Itinerante traz o Coleco Telstar Combat, de 1977, que tinha como foco o público que gostava de tanques de guerra. Outro videogame do acervo, o Action Max, de 1987, trazia jogos de tiro em fitas de videocassete. Os curiosos também podem curtir o Bandai Pip Pin Atmark, o único videogame criado pela Apple, em 1995. Todos os itens trazem informações com nome, data de lançamento e detalhes técnicos dos videogames. Alguns consoles antigos trazem também vídeos com comerciais de época e detalhes de como funcionavam.

Em São Paulo, a atração é novidade, pois no ano passado o museu circulou nove estados diferentes, mas não chegou a passar pela capital paulista. Dessa vez, a exposição dará as caras no shopping SP Market (Avenida das Nações Unidas, 22.540) entre os dias 8 e 30 de outubro. E a a melhor parte? A entrada é gratuita.

Eu já vou pensando num jeitinho aqui de fazer uma visitinha. Não posso perder isso por nada. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça