quinta-feira, 24 de março de 2016

Johan Cruyff e seu futebol total


O dia de hoje está mais triste para o mundo do futebol, pois uma das maiores lendas do esporte faleceu no dia de hoje. 

Para quem não conheceu, Johan Cruyff foi um jogador revolucionário, tático, ofensivo, coletivo, vistoso e eficiente, inspirou muitos jogadores e treinadores a partir de suas extraordinárias atuações no Ajax e, principalmente, na Seleção dos Países Baixos, durante a Copa do Mundo de 1974.

Na Copa do Mundo de 1974 ele era o líder do que todos batizaram como sendo o "Carrossel Holandês". Se, atualmente, há no futebol jogadores polivalentes que podem atuar sem posição fixa no campo, sem prejuízo de suas atuações individuais, muito se deve a este genial craque e não menos a seu treinador no Ajax, Barcelona e na Seleção Neerlandesa, Rinus Michels. E ainda que transcorridos praticamente quarenta anos após a Copa do Mundo de 1974, os Países Baixos, Michels e Cruijff sintetizam a última revolução tática na história do futebol e serão para sempre lembrados como sinônimos do chamado futebol total, o qual os jogadores de linha se sentiam-se à vontade ao desempenhar todas as posições.

Após encerrar a carreira como jogador em 1984, Cruyff teve a primeira experiência como treinador em 1986, no Ajax. No clube holandês, ele ficou até 1988 e levou a Recopa Europeia em 1986-87. Porém, chegou ao seu auge no banco de reservas no comando do Barcelona. Assumiu o clube catalão em 1988, e permaneceu no comando até 1996. Lá, ele foi o responsável por uma filosofia de jogo que marca o Barcelona até hoje, passando pelas categorias de base e chegando ao time profissional. Toque de bola, domínio do adversário, jogo bonito e ofensivo. Tudo o que Messi & Cia desempenham até hoje.

Cruyff teve um câncer no pulmão diagnosticado em outubro do ano passado, quando iniciou sua luta contra a doença. No mês passado, o ídolo holandês chegou a dizer que estava vencendo a batalha "por 2 a 0", elogiando o trabalho dos médicos que vinham comandando seu tratamento. O ex-jogador tinha longo histórico de fumante e, mesmo tendo deixado o vício há 24 anos, considera que o cigarro "quase tirou" tudo o que havia conquistado com o futebol.

O site oficial de Johan Cruyff, chamado de o mundo de Johan Cruyff, confirmou a notícia do falecimento do ex-atleta nesta manhã.

Para mim, tranquilamente aparece entre os 10 melhores jogadores de todos os tempos, sem sombra de dúvida. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça