quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Twitter com mais de 140 caracteres?



Um boato que começou a rodar na internet, indica que possa haver um interesse de uma possível mudança na rede social twitter.

Segundo o site re/code o twitter está estudando alterar, ainda no primeiro trimestre desse ano, a forma que suas mensagens são disponibilizadas. O padrão atual permite enviar até 140 caracteres em suas publicações, porém a empresa pretende ampliar os textos para até 10 mil toques. 

De acordo com a notícia, o novo presidente executivo Jack Dorsey está disposto a fazer mudanças drásticas para atrair novos usuários. 

Ao meu ver, o que faz essa rede social boa e diferente das demais é esse jeito tradicional de ser. Pelo visto muita gente assídua e fã também não gostou da ideia. 

As criticas ficam baseadas no tamanho dos textos que possam surgir. Para se ter uma ideia, 10 mil caracteres é maior do que a letra completa da famosa música da Legião Urbana "Faroeste Caboclo". E para quem conhece a música, sabe que ela é bem longa. 

Vai começar a aparecer muitas pessoas escrevendo textos gigantescos e chatos igual ocorre atualmente no facebook. 

Por outro lado, os defensores dizem que o que faz o twitter ser legal são os usuários e não as opções que a ferramenta disponibiliza. 

De qualquer forma, não há uma data de quando as mudanças vão entrar em vigor nem qual será o tamanho final dos textos. E segundo o próprio site que forneceu a notícia, o projeto está sendo chamado de "Beyond 140" quem em tradução literal significa "além dos 140".

Quem sabe, para que os usuários não tenham uma timeline poluída, eles não façam uma forma no qual apareça somente uma parte da mensagem e dependeria da pessoa clicar para poder ver o restante. 

E se com esse possível aumento você começar a perder seguidores, significará que você é uma pessoa melhor quando fala menos. 

Então, o que acham da novidade? Deixem nos comentários a opinião de vocês à respeito do tema e até a próxima pessoal.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça