sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Filmes brasileiro que contam a história de astros da música

Estou aqui mais uma vez escrevendo sobre dois dos assuntos que mais gosto de postar no blog: cinema e música. 

Dessa vez fiz uma lista com 5 filmes que contam a história de astros da música que tiveram sua vida retratada nas telas dos cinemas.

O sucesso não coube somente no palco e tiveram que ganhar também as telonas. Acompanhem.


Cazuza - O Tempo Não Para (2004)



Começo a lista com esse filme que foi  baseado na vida do cantor brasileiro Cazuza, passando por seu sucesso com o Barão Vermelho até sua morte, em decorrência da Aids, em 1990.
O filme mostra a vida louca que marcou o percurso profissional do artista que foi brilhantemente interpretado por Daniel de Oliveira.
Interessante poder conhecer e saber mais da sua fase como vocalista principal do Barão Vermelho, a carreira solo, as músicas que falavam dos anseios de uma geração, o comportamento transgressor e a coragem de continuar a carreira, criando e se apresentando, mesmo debilitado pela Aids.

Tim Maia (2013)



O filme é uma obra biográfica sobre o maior expoente do soul brasileiro. Sob direção de Mauro Lima, é baseado no livro Vale Tudo - O Som e a Fúria, de Nelson Motta.
O filme recebeu críticas de pessoas ligadas ao cantor e compositor, Hyldon, que integrou o grupo Os Diagonais e foi parceiro de Maia em algumas canções, criticou a cronologia do filme, bem como o fato de Janaína representar mais de uma mulher na vida do cantor, segundo Hyldon, o cantor nunca teria portado armas de fogo ou agrediu mulheres. Para Léo Maia, filho adotivo do cantor, o filme teria tido nada menos que 18 erros. 

Somos tão jovens (2013)



O filme conta a história de Renato Manfredini Júnior, um garoto que depois de se mudar do Rio para Brasília em 1973, começou a sofrer de uma doença óssea rara, a epifisiólise, que o confinou à cadeira de rodas após uma cirurgia. Obrigado a ficar em casa e sendo tratado com morfina, o jovem começou a traçar seus planos de se tornar o maior roqueiro do Brasil, fundando, em 1979, a banda punk Aborto Elétrico, depois rompendo com o grupo para se tornar o "Trovador Solitário" e, mais tarde, criando a banda Legião Urbana.

Gonzaga - De Pai Para Filho (2011)



Decidido a mudar seu destino, Gonzaga sai de casa jovem e segue para cidade grande em busca de novos horizontes e para apagar uma tristeza amorosa. Lá, ele conhece uma bela mulher, Odaléia (Nanda Costa), por quem se encanta. Após o nascimento do filho e complicações de saúde da esposa, ele decide voltar para a estrada para garantir os estudos e um futuro melhor para o herdeiro. Para isso, deixa o pequeno aos cuidados de amigos no Rio de Janeiro e sai pelo Brasil afora. Só não imaginava que essa distância entre eles faria crescer uma complicada relação, potencializada pelas personalidades fortes de ambos. Baseada em conversas realizadas entre pai e filho, essa é a história do cantor e sanfoneiro Luiz Gonzaga, também conhecido como O Rei do Baião ou Gonzagão, e de seu filho, popularmente chamado de Gonzaguinha.

2 Filhos de Francisco (2005)



Da lista o único filme que concorreu a uma estatueta do Oscar como melhor filme estrangeiro. 
Francisco Camargo é um lavrador de Pirenópolis, no interior de Goiás, que tem um sonho aparentemente impossível: transformar dois de seus nove filhos em uma dupla sertaneja. Ele inicialmente deposita sua esperança no mais velho, Mirosmar, e resolve lhe dar um acordeão quando o menino completa onze anos. Mirosmar e seu irmão Emival, que toca violão, fazem sucesso nas festas da vila onde moram, mas devido à perda da propriedade onde moravam nos anos 70, toda a família é obrigada a se mudar para Goiânia.

Mirosmar e Emival começam então a tocar na rodoviária local, na intenção de conseguir algum dinheiro para ajudar em casa. Lá eles conhecem Miranda, empresário de duplas caipiras, que viaja com eles por mais de quatro meses. Os irmãos novamente fazem sucesso e chegam até mesmo a cantar para seis mil pessoas em um espetáculo no interior do país, mas um acidente automobilístico encerra prematuramente a carreira da dupla, com o falecimento de Emival.

Após quase desistir da carreira artística, Mirosmar decide voltar a cantar, agora usando o nome artístico de Zezé Di Camargo. Ele grava um disco solo, mas não obtém sucesso. Já casado e com duas filhas pequenas, Zezé tem dificuldades em sustentar a família e o máximo que consegue é que outras duplas cantem composições suas. É quando ele encontra em seu irmão Welson, que passa a usar o nome artístico de Luciano, o parceiro ideal para levar adiante a carreira musical.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça