terça-feira, 6 de outubro de 2015

O Brasil precisa de um novo heroi

Apesar de alguns não concordarem, eu considero como sendo o último heroi nacional o piloto automotivo Ayrton Senna e o porquê é muito simples. 

Na época no qual o mesmo começou a se destacar e posteriormente chegou a ser o campeão mundial, o Brasil vivia numa época desacreditada no qual, até mesmo seu maior orgulho vinha mal das pernas que era o futebol. Naquela época o último título mundial da nossa seleção havia sido no ano de 1970 e já estávamos na beira dos 20 anos sem aparecer no topo da lista, ou seja, nada de origem tupiniquim se destacava ou se sobressaía contra os estrangeiros. O Brasil era quase esquecido lá fora.

O Senna era o Brasil que dava orgulho, uma das poucas coisas que o brasileiro podia falar que tinha orgulho. A economia ia mal, o futebol ia mal. Isso era muito emblemático. Quem levantava a bandeira do Brasil no final dos anos 80 e início dos 90 era somente o Ayrton Senna.

Atualmente o Brasil passa por uma situação bem parecida. A crise econômica está ai representada pela desvalorização da moeda e o risco real de inflação, além da crise política representada pela briga entre os "coxinhas" e os "petralhas". 

A única coisa que nos últimos anos sempre foi nosso motivo de maior orgulho caiu por terra após um 7 a 1 vergonhoso que recebemos na Copa do Mundo realizado no nosso país. 

Dali pra cá o Brasil voltou ao chamado "complexo de vira-lata" que foi bem caracterizado por Nelson Rodrigues no qual o brasileiro se coloca inferior em face do mundo.

O Brasil voltou a tropeçar na sua baixo-estima e eu acredito que levará um tempo para que possamos superar esse trauma. A não ser que apareça outro heroi nacional. 

O heroi nacional é aquela pessoa que faz algo importante pelo país e nessa minha analogia seria a pessoa que fizesse o brasileiro voltar a ter orgulho de si mesmo.

O personagem que estamos procurando e esperando, não precisa ser um atleta, não precisa ser um político, não precisa ser um artista, mas basta que seja alguém que tenha coragem e que personifique as crenças e os valores que nossa sociedade possa admirar e, o mais importante de tudo, que ele possa nos salvar de nós mesmos. 




Em O Vira-lata ( The Underdog - 1964 ) tínhamos um "humilde e adorável" cão que para todos era apenas um engraxate, mas que usando uma capa mágica, transformava-se no poderoso Vira-Lata, um cãozinho capaz de voar e com uma força descomunal.


Um comentário:

  1. There's SHOCKING news in the sports betting world.

    It's been said that any bettor must watch this,

    Watch this or quit betting on sports...

    Sports Cash System - Automated Sports Betting Software.

    ResponderExcluir

Pode comentar, é de graça