quinta-feira, 9 de julho de 2015

Cinema Nacional: Pornochanchada

A Pornochanchada foi um gênero do cinema brasileiro. O termo, fruto das junções das palavras porno com chanchada, serviu para classificar um tipo de filme que começou a ser produzido na passagem para a década de 1970, que, por uma confluência de fatores econômicos e culturais, em especial com a liberação dos costumes, produziu uma nova tendência no campo cinematográfico no questionamento dos costumes e na exploração do erotismo.

Durante a década de 70 e 80, a pornochanchada dominou a produção cinematográfica brasileira, graças a uma fórmula que combinava custos baixos e grandes bilheterias no cinema. Misturando pitadas de comédia e erotismo, os filmes do gênero foram rodados, em grande parte, na chamada "Boca do Lixo", região situada no bairro da Luz, no centro de São Paulo, conhecida por abrigar bordéis e boates.

Alguns filmes desse gênero ainda estão na memória do público e o blog resolveu dar um pouco de destaque para eles, logo que, você gostando ou não isso faz parte da história do cinema brasileiro. 

A Dama do Lotação 



O longa é baseado em uma história de Nélson Rodrigues. Protagonizado por Sonia Braga, o filme conta a história de uma mulher que não sente mais desejo pelo marido, mas gosta de fazer sexo com homens que conhece nos ônibus da cidade. 

Bonitinha, Mas Ordinária 



O filme relata a paixão de um jovem por sua amada, mas que aceita, pelo dinheiro, casar-se com outra mulher. O filme ficou marcado pela cena em que Lucélia Santos é estuprada por cinco homens.

Dona Flor e Seus Dois Maridos 



Baseado na história de Jorge Amado, foi durante 34 anos o filme mais visto de todo o cinema nacional, com mais de 10 milhões de espectadores e conta a história de uma mulher que é casada, mas mesmo assim tem desventuras sexuais com espírito do seu ex-marido. 

A Super Fêmea 



Com roteiro de Lauro Cesar Muniz, o auge de Vera Fischer em sua fase pornochanchada. No filme, um laboratório tenta criar uma pílula contraceptiva para os homens. O problema será conquistar a confiança do público alvo, uma vez que todos desconfiam que o tal produto pode causar impotência.

Aluga-se Moças 



História sobre o velho drama das garotas do interior que se perdem na cidade grande. Com grande elenco: Rita Cadillac e Gretchen.

Os Paqueras 



Marco zero da pornochanchada, anterior à década de 70. Direção de Reginaldo Farias. Causou frisson por mostrar uma moça que fazia sexo simplesmente por fazer.

O Bem Dotado, O Homem de Itu



No filme, um caipira ingênuo da cidade de Itu é levado a São Paulo para trabalhar em casa de alta classe. Mas é seu outro "dote" que acaba interessando às granfinas.

Ariella 



O longa narra a história de uma garota descobrindo a sua sexualidade. 

É claro que houve muitos outros filmes que fizeram sucesso, mas é impossível listar todos em somente uma postagem. 

Vale destacar que a pornochanchada serviu para lançar ao estrelato muitas atrizes que hoje são consideradas renomadas, como Vera Fischer e Sônia Braga além de ter contado com participação de muitas outras conhecidas como Lucinha Lins e Nicole Puzzi que é considerada uma das grandes musas das pornochanchadas. Até a Gretchen e a Rita Cadilac andou dando suas contribuições, sem falar na Xuxa que participou de "Amor Estranho Amor e Fuscão Preto" e no Pelé no filme "Os Trombadinhas". 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça