segunda-feira, 6 de abril de 2015

Sacolinhas reutilizáveis: Uma boa ideia que tomara que dê certo


Quando o assunto é sacolinhas reutilizáveis, que serão distribuídas nos mercados de São Paulo para que você possa carregar as suas compras, muitos já torcem o nariz e começam a reclamar. A reclamação é principalmente devido ao fato de que seu uso não será mais de forma gratuita como acontecia com as antigas sacolas plásticas e sim você deverá pagar uma pequena taxa que em sua maioria terá uma variação entre 8 e 10 centavos. 

Já cheguei a ouvir pessoas dizendo que isso é somente mais uma forma que invetaram para tirar mais do dinheiro do povo, mas não é bem por ai. O objetivo principal do projeto, é estimular a separação do lixo reciclável, pois será bom para o planeta. As sacolas plásticas são econômicas, duráveis, resistentes, práticas, higiênicas e inertes, são reutilizáveis e 100% recicláveis.

Quando a questão é reduzir o impacto ambiental, imediatamente é questionado o banimento de qualquer produto para encontrar a solução. E é exatamente isso que visa esse novo projeto, que começa pensando em um método para acabar com as práticas de colocar uma sacola dentro da outra para transportar produtos mais pesados, pois no final das contas, na sua casa, essas sacolinhas acabam que sendo utilizadas como sacos de lixo. E isso, querendo ou não, ocasiona um consumo excessivo e consequentemente o desperdício. O pior de tudo é que essas sacolinhas vão parar na natureza e todos nós sabemos que o plástico pode durar até 400 anos por lá. 

A ideia é muito simples, pelas novas determinações, as sacolinhas derivadas de petróleo (essas que vocês já são acostumados a receber nos mercados) deverão ser trocadas por modelos padronizados: nas cores verde e cinza, mais resistentes e com parte feita de material renovável.

As sacolas verdes deverão ser usadas para descartar o lixo reciclável e as cinzas, para resíduos orgânicos e rejeitos. Tanto o comércio poderá ser multado por não distribuir as sacolas corretas quanto o consumidor poderá ser também penalizado caso não faça a reutilização adequada.

Quem não quiser pagar por elas, não tem problema, pois mesmo assim fará um bom negócio, pois poderá levar de casa sua própria sacolinha como essa do modelo abaixo e evitará também o acúmulo das velhas sacolas plásticas.




Se você não sabe como começar, ou se não tem o hábito de fazer reciclagem, poderá começar devagar, colocando a sacolinha cinza no lixo do banheiro e/ou no lixo da pia, por exemplo, pois de lá geralmente que vem os lixos que não são recicláveis e a verde você poderá colocar naquele lixo que você costuma jogar garrafas pets e/ou aquele que você usa no escritório e tem o hábito de jogar papeis amaçados, assim aos poucos você pegará o jeito e começará a reciclar intuitivamente. 

Comprem essa ideia, pois o planeta agradece.  




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça