terça-feira, 28 de abril de 2015

Acabaram-se as "provocações"

Provocador, frasista memorável e crítico dos descaminhos do Brasil, o diretor e ator Antônio Abujamra morreu nesta terça-feira (28/4), aos 82 anos, em sua casa em São Paulo, em decorrência de um infarto.



Desde 2000, Abujamra estava à frente do programa “Provocações”, da TV Cultura. Abujamra era conhecido por sua irreverência, suas encenações e por seu humor crítico em relação aos tabus sociais. Ele também foi um dos principais diretores da antiga TV Tupi. 

Sua última interpretação em novelas ocorreu em 2011, em “Corações Feridos”, do SBT, e no cinema foi em 2012, em “Brichos 2 – A Floresta é Nossa”. 

Seu primeiro trabalho na TV foi em 1968, como diretor de “O Estranho Mundo de Zé do Caixão”, na Tupi. 

Abujamra deixa três filhos - o músico André Abujamra e as atrizes Clarisse Abujamra e Iara Jamra - e dois netos.

Biografia

Antônio Abujamra nasceu em 15 de setembro de 1932, na cidade de Ourinhos, no interior de São Paulo. Atuou em mais de 14 novelas e 19 filmes de cinema. Além disso, dirigiu diversos programas de TV e peças de teatro.

Foi premiado várias vezes durante os seus mais de 50 anos de carreira, recebendo o primeiro reconhecimento, o Prêmio Juscelino Kubitschek de Oliveira, pela direção de “A Cantora Careca”, em 1959, logo no início de seus trabalhos.

Após, ganhou os prêmios de melhor ator na peça teatral “O Contrabaixo”, de Patrick Suskind (1987/1995) e o Kikito, no Festival de Gramado, como melhor ator no filme “Festa” (1989). Abujamra também foi premiado com o Troféu APCA, pela atuação na novela “Que Rei Sou Eu?” (1989) e ganhou o Lifetime Achievement, como diretor, no XI Festival Internacional de Teatro Hispânico, em Miami (1998).

Fonte 1 e 2 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça