terça-feira, 3 de março de 2015

A vida, os jogos e suas regras




Das coisas mais complicadas da vida, aquela de não saber é a mais dura. Sabe, futuro duvidoso, presente oblíquo, passado nebuloso. E muita coisa rolando o tempo todo. E tem muita coisa rolando, mais do que se imagina. Coisa de doido, nem tenta entender. Mas se entender o jogo perde a graça. 

É meio que contra as regras essa de entender tudo. E você simplesmente não consegue. Muita coisa á analisar, e muito pouco tempo, eles não liberam quase nada. O tic tac é impaciente. E você tem jogar, meu caro, eles não esperam não. 

Tem aquela musica que diz, "É fácil, mas você tem que aprender q jogar". Bem, essa é a parte difícil. Não tem cartilha pra iniciantes nem manual de instruções. Bem, até tem, mas nem é confiável. Você não vai querer essas dica meia boca quando chegar a hora. E, faz parte das regras, fez errado, paga por isso. Ninguém gosta dessa parte, mas é o unico jeito de REALMENTE aprender. E aprenda, ir pelas dicas dos outros é furada. Cada um tana sua própria partida, tentando "vencer" mesmo que não sabia exatamente como ou o que isso significa. 

Ah, mas o significa perder todo mundo sabe. E como. 

O engraçado é a variável de como ver esse negócio de existência, ou o-que-diabos-significa-isso-tudo, aparece bem diferente a cada apostador (vulgo ser vivo). Chata, massacrante, entediante, divertida, é só a forma que ele acaba por se apresentar. 

Isso lembra aquela da velha que entra num cassino querendo jogar de tudo sem realmente entender como funciona, nem todas as tramas e truques que se desenrolam a sua volta. A velha é meio cega, um pouco surda, problemas de coração e Alzheimer. Mas quer vencer, se quer.

A grande questão, doce velinha, é aprender aquelas regras implícitas. Não fuja delas, mas aprenda a bular algumas. Pode deixar a mesa mais divertida, mais emocionante. E quem sabe, você saia com a bolsa cheia de moedas, mesmo sem se lembrar de onde vieram. Mas aposte tudo, ou não tem graça.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça