terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Os mais famosos programas infantis dos anos 80 e 90

Já faz algum tempo que eu queria fazer um texto lembrando dos programas infantis principalmente os dos anos 80 e 90, pois é nesse período que eu considero como sendo aquele que os miúdos eram melhores vistos. 

Nos anos 80, mais especificamente, foi quando a indústria televisiva percebeu que investir nos "baixinhos" poderia ser um bom negócio. Começou então um bombardeio de apresentadoras loiras e investimento pesados nos desenhos e nos musicais. 

São muitos e muitos momentos que deveriam entrar nessa lista, mas infelizmente não consegui me recordar de todos, então sei que faltará alguns. Mas não se preocupem, deixem nos comentários o que faltou para quem sabe, assim, não voltamos nesse assunto mais vezes.  

XOU DA XUXA 



Xou da Xuxa foi um programa infantil de variedades apresentado por Xuxa Meneghel na Rede Globo e ocupou as manhãs de segundas-feiras aos sábados por durante seis anos. O programa apresentava quadros de auditório (principalmente competições e números musicais) intercalados com desenhos animados e em pouco tempo se tornou o programa infantil de maior sucesso da história da televisão brasileira, transformando sua apresentadora em um fenômeno durante as décadas de 80 e 90. Quem viveu nessa época, com certeza, deve se lembrar do Dengue e do Praga e se for menina quis muito se tornar uma Paquita. 

SESSÃO DESENHO 




Sessão Desenho foi um programa de T.V que era exibido nas manhãs da recém criada emissora do SBT. No começo não tinha nenhum apresentador, mas à partir do ano de 1991 Vovó Mafalda tomou conta do programa. Em 1992 a Eliana também passou por lá. No final dos anos noventa, o programa ganhou um cenário rural no comando da Vovó Mafalda, passando assim a se chamar "Sessão Desenho no Sítio da Vovó". O programa durou, com altos e baixos até meados de 2007, depois de ter passado por vários horários da manhã da emissora. Podemos destacar alguns desenhos famosos que foram exibidos como, por exemplo, Pica-Pau, Pernalonga, Tom e Jerry entre outros. 


BOM DIA E COMPANHIA 




Exibido desde 1993 nas manhãs do SBT, é conhecido como sendo o programa infantil brasileiro há mais tempo em transmissão focada principalmente em apresentadores e desenhos animados sendo um dos mais populares programas infanto-juvenis do Brasil. Por lá já passaram inúmeros apresentadores que marcaram uma geração como Eliana, Jackeline, Yudi, Priscilla e até a Maísa. E sobre os desenhos, destacamos Thundercats, Scooby -Doo, O Fantástico Mundo de Bobby e muito mais.  


CLUBE DA CRIANÇA




Este programa marcou a estreia da apresentadora Xuxa na televisão brasileira na extinta TV Manchete. O programa teve início em 1983 e apresentava brincadeiras, sorteios, anunciava desenhos animados e recebia convidados. Após a saída da "Rainha dos Baixinhos" o programa resolveu apresentar outra loira que posteriormente também ficou muito famosa, a Angélica. Infelizmente após a saída das duas loiras o programa começou a cair na audiência, onde passaram por lá Milla Christie e Patrícia Nogueiro tendo seu encerramento por falta de recursos financeiros em 1995. Porém teve uma breve volta após dois anos quando foi apresentado pela atriz mirim Debby. Em 1998 com a crise da emissora, o programa saiu definitivamente do ar.


SHOW MARAVILHA 




Este programa que estreou em 1987 e durou até meados de 1994 chegou a ser líder de audiência várias vezes no horário em que ocorria a TV Colosso. Ele tinha o mesmo formato dos programas infantis com auditório, que na época faziam grande sucesso.  A apresentadora Mara Maravilha comandava brincadeiras com o auditório, recebia convidados e atrações musicais, cantava suas próprias canções e apresentava suas coreografias e anunciava a exibição de videoclipes e desenhos animados. O diferencial do programa Show Maravilha estava em ter uma apresentadora morena, com características tipicamente brasileiras e nordestinas, enquanto os outros programas infantis tinham apresentadoras loiras.


DÓ-RÉ-MI-FÁ-SOL-LÁ-SI




Em 1988 estréia no Sbt o Do Ré Mi Fá Sol Lá Simony, com a ex-apresentadora do Balão Mágico no comando do programa. Ao lado de Simony outros personagens faziam a alegria da criançada, entre eles: o palhaço Gargalhada, que além de fazer molecagem e palhaçada ajudava a apresentadora no comando do programa; a fada Cores Cordélia, que cada dia tinha uma cor e o Professor Osório, um Einstein alucinado que sabia o nome científico das coisas, amava os livros e ajudava a criançada em temas como: mentira, ganância, ciúme, harmonia, curiosidade, entre outros.  
O programa abordava o tema "preservação da natureza" e a cada dia uma nova dica de como cuidar do meio ambiente era passada pela apresentadora Simony, numa espécie de papo-sério de criança para criança além de, é claro, desenhos animados. Simony saiu do comando do programa em 1989 e em seu lugar assumiu a apresentadora Mariane, assim o infantil passou a chamar Do Ré Mi Fá Sol Lá Si com  Mariane. 

PROGRAMA MARIANE




A apresentadora Mariane já estava a quase um ano trabalhando no Do Ré Mi Fá Sol Lá Si quando Silvio Santos resolveu fazer uma reformulação na programação da emissora criando assim um programa infantil com o nome da apresentadora. O programa intitulado Mariane contava com um novo cenário, brincadeiras diferentes, mas mantinha o propósito de divertir, ensinar e levar mensagens positivas aos seus telespectadores, sem esquecer da ênfase dada à preservação do meio ambiente, característica forte nos programas da apresentadora. Além disso o infantil era um espaço reservado para enaltecer o cumprimento dos direitos das crianças. O programa Mariane foi alcançando rapidamente um grande sucesso, e os números refletiam isso quando Mariane chegou a bater um dos infantis de grande audiência daquela época, o Xou da Xuxa. O programa durou de 1990 até o ano de 1991.

TV COLOSSO




Esse programa era muito legal e fez parte da infância e das crianças entre 1993 e 1997. Era bastante diferente do que já conhecíamos na época, onde eram utilizados bonecos caracterizados como cães, simulando todas as instâncias de uma emissora de TV; do presidente ao office-boy. Havia a protagonista Sheep Dog, Priscilla; o operador, Borges um bulldog que era o diretor de imagem e ficava na cabine de controle da programação chamando os desenhos animados que complementavam a programação. Como o programa era exibido de manhã e terminava por volta de meio-dia, na hora do almoço, um desses bonecos, vestido como chef, berrava com sotaque francês: Atention, tá na horrra de matarr a fomê, tá na mêss pessoaaaaal e era atropelado pelos outros, em louca disparada, que gritavam em distonância "Até amanhã! Até amanhã!" terminando o programa. Uma pena que o programa foi cancelado. 

DUDALEGRIA




O Dudalegria, mostrava a apresentadora Duda Little contando piadas para a boneca fofoqueira Miquilina e seu amigo espertalhão Manelzinho, que protagonizavam situações engraçadas na janela de sua casa. O programa era ambientado em uma Vila, onde Duda chamava convidados e apresentava desenhos animados.  Mas talvez o infantil tenha ficado mais conhecido por ter sido o programa responsável pela estréia no Brasil do desenho Cavaleiros do Zoodíaco, o anime que se tornou uma verdadeira febre no início da década de 1990. Mais duas outras séries japonesas que teriam boa repercussão por aqui, passaram por lá, foi o caso de Patrine e do Winspector. O programa ficou no ar de 1992 até 1996. 

ANGEL MIX 




No ano de 1996 foi a vez da loira Angélica ter o seu programa na Rede Globo. Com uma temática bem semelhante, era composto por brincadeiras, torcidas, números musicais, conversas com o público entre outras atrações. Além das brincadeiras Angel Mix ainda tinhas quadros fixos, como “Internautas”, que simulava a conversa de Angélica via Internet com uma criança; “Pé na Estrada”, com reportagens feitas em todo o Brasil, tendo a criança como tema; ou “Plantão Mix”, uma brincadeira em cima do Plantão jornalístico da Globo. Destaque para o famoso Caça Talentos que era uma espécie de novelinha que passava no final do programa no qual Angelica fazia o papel de uma fada. O Programa durou até o ano 2000. 

ORADUKAPETA 





Oradukapeta foi um programa infantil matinal apresentado por Sérgio Mallandro entre os anos de 1987 e 1990 transmitido pelo SBT. O programa diário apresentava brincadeiras com as crianças da platéia, quadros humorísticos e desenhos animados e rapidamente caiu no gosto do público infantil. Como principais quadros, havia o famosíssimo "Porta dos Desesperados", além do "Goleiro Mallandrovsky" e o "Super-Mallandro".


ELIANA E ALEGRIA





Após o sucesso da Eliana no SBT, foi a vez da Record fazer suas investidas, então em Outubro de 1998 estreava o programa Eliana e Alegria que era composto por brincadeiras, matérias externas, experiências e é claro, desenhos animados. Por falar nisso, Pokémon fez o programa obter ainda mais sucesso. O programa durou até o ano de 2003. 

DISNEY CLUB ou TV CRUJ  (Disney Cruj)




Disney Club foi um programa de televisão infantil brasileiro produzido pela Disney e exibido em TV aberta pelo SBT. Foi um dos principais programas infantis entre a segunda metade da década de 90 e início da década de 2000. O mais famoso bordão do programa eram: o lema da turma que comanda o programa: "Não somos crianças. Somos ultra-jovens e merecemos respeito!" e a despedida dos integrantes a cada vez o programa termina: "CRUJ, CRUJ, CRUJ, Tchau!". 

Tv Cruj 

Baseada num programa de TV pirata que era transmitido secretamente por três crianças (que preferiam ser denominadas de ultra-jovens)  através de um sótão secreto da casa em que moravam os irmãos Juca e Guelé. Lá dentro do sótão abandonado, Juca, com conhecimentos de técnicos de televisão e vídeo cassete (na época, era o aparelho usado do antecessor do DVD), conseguiu reunir peças abandonadas naquele local e com os de casa, montar uma TV Pirata, com ajuda do irmão Guelé e mesmo do melhor amigo desde a infância, Macarrão que recebeu o apelido por conta de ser ligeiramente gordo e por sua comida favorita.
Para poderem apresentar a transmissão, eles tiveram que usar disfarces e codinomes para não serem descobertos por agentes da TV (agentes que agem em todo o Brasil para descobrir sinais de TVs piratas). Com os nomes Juca/Caju ("Juca" invertido), Guelé/Chiclé (por gostar de chiclete de goma de mascar) e Macarrão/Macaco (que tinha uma máscara de macaco) formam a TV CRUJ.
O CRUJ representava uma espécie de clube, onde os ultra-jovens poderiam desabafar sobre todas as injustiças que sofriam com os pós-ultra-jovens e ultra-velhos (adultos e idosos, na linguagem ultra-jovem), inclusive nos problemas que obtinham em casa, na escola, na rua e na sociedade e fazer "reivindicações". Além disso, a atração exibia desenhos animados produzidos pela Disney, que ficaram bastante conhecidos na época, como Timão e Pumba e a A Turma do Pateta.

BÔNUS ( Anos 2000 )


TV GLOBINHO 




Em 3 de julho de 2000, TV Globinho (que era apenas um quadro) substituiu o infantil Angel Mix em que participava, apresentado por Angélica entre 16 de setembro de 1996 e 30 de junho de 2000. Na substituição, o programa tinha a função de estabelecer conexão entre os desenhos animados exibidos dentro da programação Férias Animadas e Bambuluá. Em 9 de outubro de 2000, com a estreia de Bambuluá, novo programa infantil liderado por Angélica, TV Globinho permaneceu no ar como parte da nova atração. Mantendo a mesma equipe de apresentadores, a estação de TV continuava a ser responsável pelas chamadas dos desenhos animados. Somente em 2001 que o programa tornou-se independente e começou a passar materiais inéditos junto com algumas reprises. Desde aquele tempo até os dias de hoje, o programa foca em desenhos animados e foi o responsável por trazer ao Brasil alguns dos desenhos e animes de maior sucesso dos últimos anos tais como: Digimon, As Aventuras de Jackie Chan, Yu-Gi-Oh!, Beyblade, Homem-Aranha, além de desenhos clássicos como Mickey e Donald e Os Simpsons se tornando um dos programas infantis de maior longevidade da televisão brasileira.

BAND KIDS




Originalmente estreado em 2000 nas tardes da Band, o programa era apresentado pela atriz nipo-brasileira Renata Sayuri (conhecida como sua personagem Kira, tendo como seu bordão: "Eu Sou Kira!") conquistou uma grande geração de otakus na época graças as suas exibições compostas por animações japonesas (os animes) entre tais Dragon Ball Z, Bucky, Tenchi Muyo e El Hazard. Além de exibir os desenhos Cadillacs e Dinossauros, Os Seis Biônicos, Dragões Alados e O Mago, que não são animações japonesas. O programa foi considerado na época, o principal bloco de animes da TV aberta. Entre outros, por vezes alcançando índices de programas infantis como a TV Globinho, da Rede Globo e Bom Dia & Cia, do SBT. Com o passar dos anos, a popularidade do programa diminuiu consideravelmente, sendo exibido algumas vezes discretamente no canal, ainda com animes e com algumas séries animadas. 



Nota: Programas da TV Cultura não incluso, pois temos uma postagem exclusiva somente sobre os programas da emissora que você pode conferir clicando aqui 


Fonte: InfanTV e minhas memórias 


Um comentário:

Pode comentar, é de graça