terça-feira, 6 de janeiro de 2015

A evolução dos computadores como eles são vistos através das telas do cinema




Desde que os computadores começaram a fazer parte da vida cotidiana e começaram a evoluir rapidamente, os filmes de Hollywood foram forçados a incorporá-los em suas histórias e construir ações em torno deles.

Nos filmes os computadores quase nunca falham, nunca precisam de atualização de software e qualquer pesquisa em um sistema inteiro dura cerca de 2 segundos, algo muito perfeito.

Então, nada mais justo do que traçar a evolução dos computadores como eles são vistos através das telas dos cinemas.

Jogos de Guerra - 1983 



Começamos no ano de 1983, onde no ano anterior o ZX Spectrum acabava de ser lançado com um poderoso 16kb de memória, e Hollywood apenas estava acordando para o potencial dos computadores reais.  
No filme, um jovem aficcionado por informática conecta seu micro acidentalmente ao sistema de defesa americano, controlado por um computador ultrassofisticado. O acidente provoca um estado de alerta, que quase causa a Terceira Guerra Mundial.

Quebra de Sigilo - 1992




A ideia por trás desse filme surgiu ainda durante a pesquisa do filme Jogos de Guerra no ano de 1981, mas foi preciso esperar 11 anos para o projeto ser concretizado. Nesse sentido, a história é bem semelhante: dessa vez, um grupo de hackers se divertem transferindo grandes somas de contas de pessoas conservadoras para grupos no mínimo contestadores. Em outras palavras, usam seus talentos para desestabilizar a economia mundial para criar uma anarquia.

Jurassic Park -1993



Os anos 90 chegaram e de repente a tecnologia e a ciência alcançam lugares que nunca tinham ido antes, pelo menos de acordo com os filmes. Toda a premissa de Jurassic Park foi construído em engenharia biológica pioneira para criar os dinos, mas também tecnologia de ponta para mantê-los sob controle e entreter os apostadores na ilha. Complexos sistemas informáticos controlavam os portões do parque (à prova de falhas é claro) além dos jipes.

A Rede - 1995 



Como no próprio nome já sugere, neste filme o crescimento da Internet e a conectividade de vida geral foi muito explorada. Nele, Sandra Bullock é uma especialista em corrigir sistemas de informática, que se vê repentinamente envolvida em uma trama pelo fato de ter recebido um disquete que revela graves segredos. Para destruí-la um esquema é criado, com a finalidade de mudar seu nome e passado. Logo ela é conhecida na polícia como prostituta, viciada e ladra, sendo que provar quem é de verdade fica cada vez mais difícil.

Hackers - Piratas de Computador - 1995 



Este foi um dos primeiros filmes a apresentar o mundo dos hackers como trama central. Um adolescente conhecido como Zero Cool é uma lenda entre os hackers, pois com apenas 11 anos ele inutilizou 1507 computadores em Wall Street, provocando um caos total no mundo das finanças. Por conta deste ato ele ficou proibido de mexer em um computador até chegar aos 18 anos, mas quando pode retornar aos computadores, começa a utilizar o codinome Crash Override e acaba se deparando com um gigantesco plano que, além de tornar o autor muito rico, pode incriminá-lo. Assim, com a ajuda de seus companheiros, ele tenta salvar sua pele.

Independece Day - 1996 



Não é um filme que poderíamos chamar de realista, mas conta muito sobre a permeação dos computadores na vida cotidiana, pois o principal método para salvar o mundo foi um upload de um vírus para colocar na nave mãe através de um laptop. 
Tinha também o Will Smith e o Bill Pullman querendo fazer um voo kamikaze, mas o filme previu a ideia geral  de guerra cibernética.

Pi -1998 



Um filme fantasticamente cativante que conta a história de um gênio matemático que usa o poder da computação para procurar padrões no mercado de ações. O personagem consegue construir um supercomputador que lhe permite descobrir o número completo do pi, o que fez ainda com que compreendesse toda a existência da vida na Terra, já que percebeu que todos os eventos se repetiam após um determinado espaço de tempo. Com isso pôde adivinhar o que viria a acontecer no mercado da bolsa de valores, já que conhecia as tendências que se repetiriam, e passa a ser cobiçado por representantes de Wall Street e também por uma seita que busca decifrar os mistérios da matemática.

Mensagem para você - 1998 



Você pode achar o filme meio brega, mas foi o primeiro filme a apresentar algo que atualmente é um fenômeno generalizado: o namoro pela internet ou o namoro virtual. Há muitos e muitos sites por aí especializado no assunto, mas em 1998 a indústria estava apenas começando.

Matrix - 1999



A trama desse filme colocava a hipótese de que talvez o mundo inteiro estivesse vivendo em um computador gigante e que todos nós estávamos vivendo em uma realidade virtual.

A Estranha Perfeita - 2007



Este filme adverte sobre o outro lado da internet. Rowena (Halle Berry) e sua assistente Miles (Giovanni Ribisi) utilizam praticamente todos os aspectos da tecnologia moderna e da computação para expor alguns segredos obscuros e invadir e-mails. Um tema recorrente que nos alerta que nada é seguro no mundo moderno em que vivemos. 

A Rede Social - 2010 



Era inevitável que a história do Facebook - um fenômeno cultural verdadeiramente global - não fosse parar nas telas dos cinemas.