segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Os filmes mais racistas dos cinemas




O mundo dos cinemas tem uma longa história de racismo, seja direta ou implícita. Pode-se argumentar que alguns desses filmes por serem muito antigos são simplesmente produtos do seu tempo, mas mesmo assim não justifica as situações vividas. 

Listamos alguns dos filmes considerado por todos como sendo os mais racistas. Veja a descrição e tire as suas conclusões. 




Mandingo - 1975 



Baseado no romance Mandingo do escritor Kyle Onstott, sua adaptação para os cinemas é considerado um dos filmes mais racistas já feito e foi muito criticado pelos críticos logo após a sua divulgação. 
O filme se passa na época da escravidão da América e é notória a representação violenta das relações inter-raciais. Os dois principais personagens brancos são retratados como estupradores que forçam seus escravos a dormirem com eles. Além do mais, os personagens são estereotipados até mesmo na maneira que eles falam. 

A Paixão de Cristo - 2004




A Paixão de Cristo mostra claramente como sendo o povo judeu um dos causadores da morte de Jesus Cristo. 
As pessoas que libertam Pôncio Pilatos são mostrados como pessoas más, planejando e gargalhando, sedento pelo sangue de Cristo. Mesmo os Judeus que não faziam parte desse grupo são vistos como burros e ignorantes porque não aceitaram Cristo como seu Messias. 

E o Vento Levou - 1939 




Apesar de ser considerado por quase todos os críticos e telespectadores como sendo um dos maiores filmes já feito, E o Vento Levou é um retrato romantizado do Sul dos EUA após a Guerra Civil. 
O que torna esse filme tão racista é a representação do povo negro, sendo eles escravos ou não. A personagem mais visível, Mammy, é incapaz de "funcionar" sem seus senhores brancos e praticamente todos os escravos são mostrado como doceis, amando os brancos que o possuíam.  

A Canção do Sul - 1946 



Esta é uma animação descaradamente racista em suas representações dos personagens negros especialmente a do Tio Remus. O ex-escravo conforta Johnny com vários contos de animais míticos que na verdade são os esterótipos racistas. O filme foi tão criticado que a Disney não pode comercializar o filme desde os anos 1980. 

A Pequena Rebelde - 1935 



Neste filme, Shirley Temple é Virgínia, a mais jovem de uma família de proprietários de uma plantação durante a Guerra Civil. Após seu pai ter que sair de casa para se tornar olheiro para o exército, ela fica aos cuidados de sua mãe e do tio Billy ( um dos escravos de sua mãe ). 
O tio Billy é representado como um homem negro que realmente não se importa em ser escravo e sendo feliz por sua condição.

A Máscara de Fu Manchu - 1932 



As características de Fu Manchu interpretado nesse filme por Boris Karloff, em sua maquiagem é ridícula. Vestido como um esterótipo Chinês, deram olhos puxados e unhas enormes a ele, além de passarem um pó amarelo em seu rosto em um esforço para que o ator parecesse mais "Oriental". 
Segundo a história, Fu Manchu foi um gênio do crime sádico empenhado em destruir o homem branco. Uma de suas citações mais famosa foi: "Mate o homem branco e lhe tome suas mulheres!". Este filme também mostra as mulheres como sendo apenas objetos sexuais.  

Uma Escola Muito Louca - 1986 



Devido a sua natureza de comédia, o filme pode não parecer racista no primeiro momento, mas é, sem dúvida. 
O filme conta a história de um estudante de Harvard muito influente cujo seu pai deixa de pagar sua taxa de matrícula. Com medo de ser expulso da escola, ele decide se passar por negro para ganhar uma bolsa de estudos. 

O Triunfo da Vontade - 1935 



Qualquer filme de propaganda alemã poderia entrar nessa lista, mas o Triunfo da Vontade é considerado o pior de todos. Considerado como sendo uma realização técnica espetacular, o filme não é nada mais do que um disparate pró-alemão. 
Velado no seu anti-semitismo e outros racismos, dirige suas citações à crença nazista de superioridade ariana. Apesar do diretor dizer que o filme ter como propósito a ignorância do nazismo,  o filme ainda é um farol de racismo.  

O Nascimento de uma Nação - 1915 



A maioria das pessoas, com certeza, colocaria esse filme no topo da lista e muitos argumentos poderiam ser usados para isso. 
Uma das críticas é direcionada ao fato do diretor usar atores brancos com rosto pintados de negros em um monte de personagens. Mas isso não é o pior, além disso, os negros são representados como selvagens que não conseguem controlar o seu desejo sexual contra as mulheres brancas. 

Adeus Tio Tom - 1971 



Sem dúvida, esse filme é o mais racista e depravado que já foi feito. Criticado por todos, esse filme fingiu ser um documentário sobre escravidão. Em vez disso, o que aconteceu foi uma farsa completamente racista sobre como as pessoas negras eram monstros malignos. 
Praticamente pornográfico, o filme também era notoriamente racista com seus produtores da vida real, onde quase todos os atores eram pobres Haitianos ou Africanos e recebiam pouco dinheiro pelo trabalho. Um filme muito racista mesmo. 


Fonte