terça-feira, 14 de outubro de 2014

Jamais participe de um grupo "família"no WhatsApp


A primeira coisa que passa pela sua cabeça quando alguém cria um grupo da família no WhatsApp é simplesmente: "NÃO!!!!"

Se alguém não te colocou em um grupo desses, dê graças e jamais peça para te colocarem.

Tenho certeza que outras pessoas compartilham comigo essa angústia. Grupo de família é uma das piores coisas que pode acontecer relacionado a este aplicativo. A vontade que dá em mim e sei que muitos já fazem é de silenciá-lo até o fim dos tempos. 

Metade das famílias do Brasil, praticamente adotam o mesmo nome para o grupo, algo que varia entre "Família Buscapé", "Fat Familly" ou simplesmente "A Grande Família".

É uma empolgação só, as pessoas sentadas no meio da sala e ao invés de deixar a fofoca em dia ou compartilhar o momento familiar, simplesmente saem trocando vídeos sem qualquer tipo de contato ocular. Geralmente tem aquela pessoa que não se toca e enche de emoticons que ultrapassa o limite do bom senso e do exagero. Afirmo, família com grupo de WhatsApp é algo que não dá certo.

Sua mãe e sua tia começam a tirar foto de tudo e mandar no grupo a todo momento. Seu pensamento é: "Vou sumir com o celular da mão dessas pessoas. Eles perderam a noção do ridículo". 

Tem os recados sem sentido e as interações mais malucas que podem existir, algo do tipo "Bom dia" a todo momento.

Você ouve seu celular apitar, pensa que é uma mensagem importante, mas na verdade é somente as piadas ruins que a sua família gosta de fazer, ao ponto de você começar a preferir conversar com as pessoas pessoalmente para fugir das piadas do nível da Praça é Nossa. Ah e tem também as correntes que eram bem famosas na época do e-mail, que passou pelo orkut e agora domina os mensageiros instantâneos. 

Se você entrar nesse momento no seu grupo da família você verá que tem alguém falando mal de você ou querendo te dar conselhos ridículos.

Você começa a analisar na onde isso pode parar e reflete na possibilidade de sair e torce para ninguém ficar chateado por você permanecer no grupo por apenas dois dias. 

Começam então as ofensas familiares e as coisas vão ficando cada vez mais complicadas. É muita "treta" que acontece e você fica vendo tudo de camarote. Quando você acha que acabou, começa tudo de novo. 

A menor brecha que aparece você sai do grupo, culpa o celular, culpa todo mundo, mas não revela os verdadeiros motivos. Só que sempre tem um infeliz que te põe no grupo de novo. E voltamos ao início. 

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça